Nova organização na Agrauxine - Agrauxine
21175
post-template-default,single,single-post,postid-21175,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_popup_menu_text_scaledown,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-16.8,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

Nova organização na Agrauxine

Dirigida por Hugo Bony desde janeiro de 2016, a Unidade de Negócios Lesaffre dedicada à proteção de plantas adentra em uma nova dinâmica e acelerará seu desenvolvimento comercial com a chegada de novos produtos no mercado no outono.
Hoje, a Agrauxine reflete as atividades de pesquisa em biocontrole e bioestimulação que a Lesaffre iniciou há mais de 10 anos e foi reforçada com a aquisição de 2 start-ups francesas em 2014 (Agrauxine e Agro Levures et Dérivés) e uma unidade de fermentação em substratos sólidos.
A comercialização de produtos de biocontrole e bioestimulantes irá acelerar com novas parcerias e com o lançamento de vários produtos atualmente sob autorização de mercado, resultado de 10 anos de atividades de P & D.
Para apoiar a chegada desses produtos no mercado, a equipe de vendas liderada por Pierre-Emmanuel Fleurquin foi reforçada na França e no Brasil e logo em outros territórios.
O departamento de marketing e desenvolvimento, liderado por Ronan Kempf, desenvolveu novas ferramentas de demonstração e treinamento para apoiar os distribuidores Agrauxine localmente e trazer elementos tangíveis que se integram nos itinerários técnicos atuais dos agricultores. O lançamento do primeiro Plant Care Center ™ da Agrauxine é uma ilustração destas novas ferramentas.
O  P & D continua seus trabalhos em inovação e melhoria de produtos de biocontrole e bioestimulação, derivados de microrganismos para trazer novas soluções para os agricultores. O objetivo é identificar o potencial dos produtos Lesaffre em uma variedade de aplicações agrícolas que trazem benefícios ambientais e desempenhos técnicos aos agricultores.
Com sede na França e com subsidiárias na América do Sul, a Agrauxine ambiciona expandir suas atividades no mercado europeu, norte-americano e chinês até 2018, bem como reforçar suas posições de mercado na Argentina e no Brasil.
Tags: